Valbras LTDA

INFORMATIVOS TÉCNICOS



Motores Scania Aspirado, Turbo e Turbo-Intercooler

Os retentores de óleo de válvulas ( Fotos Nº 1a ) só instalavam-se na válvula de admissão de todas as séries de motores Scania de aspiração normal. Isto é causado pela depressão no sistema , que pelo vazio produzido pelo pistão, favorece a passagem de óleo através da haste e guia de admissão para a câmara de combustão.
A válvula de admissão destes motores leva em no haste, duas canaletas na região de chavetas e só uma canaleta normal para instalar a trava ( foto Nº 1b ) e outra mais perto do extremo do haste, de forma retangular ( Foto Nº 1 C ).
Nesta última coloca-se a arruela de borracha, com o seu diámetro maior para o lado do pratinho da mola ( Foto Nº 2 A ).



 


A identificação desta válvula até o ano '89 e Nº original 272803 equivalente a peça de 3B Nº 1374-ACSS Para motores apos do ano '89 é Nº original 352212 que pertence a da "3B" Nº 23394-ACBS ( Foto Nº 1 D ) A válvula de escape deste tipo de motor ( tem uma canaleta só ) e não leva retentor de óleo. Para os motores até o ano '89 é Nº original 232018 que equivale a válvula de "3B" Nº 1374-ECSS.
A válvula de escape apos do ano '89 era Nº original 1100997, porem foi substituido pelo Nº 1397591, equivalente a peça de "3B" Nº 23395-ECSS. Esta válvula vai instalada indiferentemente em todos os motores aspirados e turbos apos ao ano '89.
Os motores Turbo e Turbo Intercooler, em principio não tinham nehum tipo de retentor de óleo, pelo que Scania consideraba que a pressão produzida pelo turbo evitaba a penetração do óleo na câmara de combustão através do haste e a guía da válvula. Porem , problemas relacionados com o desgaste prematuro nas guías de escape, com perda de material e fricção severa das mesmas com o haste da válvula produziam uma folga muito exagerada entre ambos elementos, pelo que era necessario reparar as tampas de cilindros em cortos períodos de funcionamento. Esta é a razão que a automotriz Scania considerou necessario solucionar este problema instalando guias de válvulas de escape com diferente formato ( Foto Nº 4 a ) e um retentor de óleo convencional ( Foto Nº 4 b ).
Consideramos que este novo retentor não cumpre a função de reter o óleo senão de fechar um dos extremos da guia para que em forma invertida a pressão do turbo não expulse o óleo para acima, provocando o conseqüente engrifamento guía-haste por falta de lubrificação. O retén mencionado limita na passagem de óleo na zona de haste e guía de escape. Isto permite que o vazío gerado pela aceleração do caudal de gases de escape, provocado pelo funciomaniento do turbo, não succione óleo atravez de esa zona.
A válvula de admissão, que se debe instalar nestos motores, é Nº original 352211 equivalente ao Nº "3B" 1374-ACB 20 º ( Foto Nº 3 a ). Como se pode observar, tem uma só canaleta para a chaveta ( Foto Nº 3 b ) e não leva retentor de óleo..


 



 


Nas fotos Nº 5 e 6 podemos observar as válvulas guías e retentores de óleo original ( em escape ) para colocar em motores turbo e turbo intercooler apos ao ano '89. E muito notavel a diferença de formato da guía de admissão ( foto Nº 5 A ) a da escape ( Foto Nº 6 A ).


 



 


Em todos os motores vai instalado no extremo do vástago das válvulas, um chapeuhinos de aço que soporta a pressão do balancím, evita o desgaste e permite o giro da válvula.
Existem dois chapeuhinos diferentes, um para as válvulas de admissão ( motores aspirados ) , que levam retentores de óleo originales ( Foto Nº 2 b ) é outro para as demais válvulas ( foto Nº 4 C ).-
Se observamos detidamente os dois chapeus, pode nota-se a diferença que existe entre os dois. O chapeu que apoia sobre o retentor de óleo ( Foto Nº 2B ), leva um chantro no extremo ( Foto Nº 2 C ) que comprime a arruela de borracha sobre o pratinho da mola para ecobrire não pertimitir a passagem de óleo atravez do haste - guía.-
Porem, os chapeus colocados sobre as válvulas de uma canaleta, só tem na sua parte inferior um apoio reto ( Foto Nº 3 C e Nº 4 D ) Na foto Nº 2, olhamos um retentor armado na válvula de admissão de motor aspirado, com o chapeu común para instalar nas demais válvulas. Pretendemos com estes detalhes, contribuir a correta montagem das tampas de cilindros e melhorar o rendimiento das nossas válvulas. 

GUÍA DE VÁLVULA
Fonte: boletim técnico Scania

Con el propósito de mejorar las condiciones de trabajo de las quía de válvulas de escape, comenzamos a utilizar en producción el barniz lubricante pieza Nº 1680751 en el montaje de nuestros motores.

Esta operación deberá también adoptarse en las reparaciones de motores realizadas en el campo, aplicando el barniz en el vástago de las válvulas y en el balancín en la zona de contacto con la válvula.

INSTALAÇÃO DE VÁLVULA DE ESCAPE
Procedimento de Aplicação: 

Com o propósito de melhorar as condicões de trabalho das guias de válvulas de escape, começamos a utilizar em produção o verniz lubrificante peça Nº 1680751 na montagem de nossos motores.
Esta operação terá também que adotar-se nas reparações de motores realizadas no campo, aplicando o verniz no haste das válvulas e no balacím na zona de contato com a válvula. 

INSTALAÇÃO DE VÁLVULA DE ESCAPE

Procedimento de Aplicação: 

* Limpar o haste da válvula de escape e o balancím ( somente na zona indicada na figura Nº 1 ) utilizando tolueno ou thinner para a remoção dos residuos, eliminando óleo ou qualquer outro tipo de impureza.

* Aplicar verniz lubricante peça Nº 1680751 nos locais indicados na Figura Nº 1.

* Deixar secar na atmósfera por apróximadamente 5 minutos

* Efectuar no montagem das válvulas 3B de escape e os respectivos balancins

* NOTA: O composto original pode ser substituido pela Pasta G de Molikote.


 



Matriz

Av. Brasil, 1106
São João - CEP: 90230-060
Porto Alegre - RS
Fone/Fax: (51) 3343.1079

valbras.poa@valbrasltda.com.br


Filial SP

R. Alexandre Humberto Moletta, 913
Jardim Pinheiro - CEP: 13274-340
Valinhos / SP - Brasil
Tel: (55) 19 3871 1230

valbras.sp@valbrasltda.com.br


Inovando Sìtes